África do Sul: Conheça o emocionante hino nacional cantado em cinco línguas

0
5602

nkosi-cdNatalia da Luz, Por dentro da África

Joanesburgo – O hino nacional sul-africano Nkosi Sikelel’ iAfrica é uma prece que, em português, quer dizer “Deus abençoe a África”. Apesar de suas primeiras frases terem sido escritas no final do século XIX, ele marca o início da era democrática e homenageia a colorida África do Sul, acostumada ao hino nacional “Die Stem van Suid Afrika” (“A voz da África do Sul”, em afrikaaner, que louvava os bôeres e a conquista do sul da África).

Com a subida de Nelson Mandela ao poder, em 1994, “Die Stem” deixou de ser a música mais importante do país para dividir espaço com o louvor negro. Os dois passaram a ser os hinos nacionais. Em 1996, o som afrikaaner se fundiu à canção negra formando um mosaico com cinco línguas (isixhosa, isizulu, isisotho, afrkaans e inglês), dentre as 11 oficiais do país.

PATROCINADO POR LATAM AIRLINES

Antes da junção, durante a Copa de Rúgbi de 1995, os brancos tiveram o dever de mostrar ao mundo a nova face da África do Sul. O slogan da competição “um time, uma nação” não serviria apenas para dedicar a vitória aos sul-africanos brancos e negros. Ele expressava que, naquele momento, a África do Sul – território com tantas tribos, etnias e línguas – era uma nação. Por isso, cantar o hino dos negros era tão importante…

Assim como foi importante ouvir Shosholoza (a música que embala as torcidas negras e brancas e que empurrou os jogadores para o lugar mais alto do pódio). Morne Du Plessis, a lenda do esporte e ex-capitão dos Springboks (apelido da seleção de Rúgbi), recebeu a missão de orientar os “Boks” (dentro e fora de campo) durante todo o torneio e isso também incluía ensinar os afrikaaneres a cantar Nkosi Sikelel’ iAfrica em idioma desconhecido para eles. Com a ajuda de “Plessis” e de uma amiga inglesa fluente em isixhosa, que lecionava na Universidade da Cidade do Cabo, os jogadores aprenderam a cantar a letra que representava a luta contra o apartheid.

Veja também: Shosholoza: A música que embala as torcidas sul-africanas

heritageA ideia era fazer com que eles cantassem o outro hino nacional tão bem quanto “Diem Stem”. E ela foi muito bem-sucedida! Em poucos treinos, já tinham assimilado todo o significado das palavras que, para os negros, simbolizavam a luta e esperança nos protestos e manifestações durante o período de segregação. O famoso som sul-africano que, naquele momento, passou a ser cantado pelos brancos, era também parte da história (de luta e esperança) dos países vizinhos. A melodia de “Nkosi Sikelele” foi absorvida por outros hinos como o da Zâmbia e Tanzânia.

latam-joanesburgo-praia_v2Apesar de ultrapassar os limites geográficos, a prece está tatuada na história da África do Sul, assim como Shosholoza, que saiu diretamente das minas de ouro para as competições de rúgbi. A primeira estrofe de Nkosi Sikelel’ iAfrica foi composta em 1897 por Enoch Sontonga, professor da Escola Metodista de Música de Joanesburgo. Em 1925, as frases foram usadas pelo Congresso Nacional Africano – CNA (que assumiu a África do Sul em 1994) como uma espécie de hino, cantado durante protestos e eventos antes mesmo de o apartheid ser instituído.

Garanta a sua passagem para a África do Sul! 

Dois anos depois, sete estrofes foram adicionadas pelo poeta Samuel Mqhayi. Hoje, quase 16 anos após Nkosi Sikelel’ iAfrica ter recebido o status de hino nacional, ela é cantada por todos os sul-africanos que, orgulhosos, pronunciam palavras em isixhosa, isizulu, sesotho, afrikaans e inglês como uma pequena mostra da diversidade da África do Sul.

Aprenda  com a letra e o vídeo abaixo! 

Xhosa) Nkosi sikelel’ iAfrika
Maluphakanyisw’ uphondo lwayo,
(Zulu) Yizwa imithandazo yethu,
Nkosi sikelela, thina lusapho lwayo.

Sesotho) Morena boloka setjhaba sa heso,
O fedise dintwa le matshwenyeho,
O se boloke, O se boloke setjhaba sa heso,
Setjhaba sa, South Afrika – South Afrika

(Africâner) Uit die blou van onse hemel,
Uit die diepte van ons see,
Oor ons ewige gebergtes,
Waar die kranse antwoord gee,

(Inglês) Sounds the call to come together,
And united we shall stand,
Let us live and strive for freedom
In South Africa our land..

Abaixo, a tradução em português

Na África da Sul a nossa terra. 
Deus abençoe a África
Que suas glórias sejam exaltadas
Ouça nossas preçes

Deus nos abençoe, porque somos seus filhos
Deus, cuide de nossa nação
Acabe com nossos conflitos
Nos proteja e proteja nossa nação

A África do Sul, nação África do Sul
Dos nossos céus azuis
Das profundezas dos nossos mares

Sobre as grandes montanhas
Onde os sons se ecoam
Soa o chamado para nos unirmos
e juntos nos fortalecermos
Vamos viver e lutar por liberdade
Na África da Sul a nossa terra.

Participe da enquete abaixo!

[os-widget path=”/benigno/voc%C3%AA-na-%C3%81frica-do-sul” of=”benigno” sharing=”false” comments=”false”]

Por dentro da África