ONU alerta para risco de recaptura de crianças que fugiram de rebeldes na RDC

0
232

Criança-soldado na RDC - Foto: UNICEF Rio – A missão da ONU na República Democrática do Congo e uma representante especial do secretário-geral da organização publicaram nesta segunda-feira um comunicado preocupado com relatos que indicam que pelo menos 53 crianças estão em risco de serem recrutadas novamente pelo grupo rebelde M23 no território de Nyiragongo, província de Kivu do Norte, na RD Congo.

– Eu condeno veementemente o recrutamento e uso de crianças, bem como outras graves violações dos direitos das crianças cometidas pelo grupo armado M23 e outros – disse Roger Meece, representante especial do secretário-geral no país.

As 53 crianças faziam parte de um grupo de pelo menos 70 que foram recrutadas pelo M23 em Nyiragongo e Rutshuru. Elas escaparam do grupo rebelde durante confrontos entre duas facções locais, Bosco Ntanganda e Sultani Makengaem, em fevereiro de 2013. Desde então, 17 já teriam fugido da área, enquanto as outras 53 ainda estariam se escondendo em diferentes locais.

Além do risco de serem recrutadas novamente pelo M23, a ONU afirmou que elas poderiam enfrentar graves ameaças à segurança. A missão da ONU no país (MONUSCO) disse que está recebendo relatos de que membros da M23 estão reunindo lideranças rebeldes e solicitando-lhes identificar e entregar combatentes que desertaram do grupo, incluindo crianças.

– A MONUSCO está fazendo o possível para acessar essas crianças de modo a garantir a sua proteção e as reunir com suas famílias – disse o comunicado conjunto da ONU.

Com informações da ONU