Liberdade de imprensa: Julgamento de jornalista angolano é adiado

0
66

Domingos da Cruz - DivulgaçãoPor dentro da África

Rio – Pela terceira vez, a audiência do jornalista angolano Domingos da Cruz, a ser julgado por incitação à violência pública, foi adiada. A obra “Para onde vai Angola: A selvageria apocalíptica onde toda a perversidade é real”, é o grande motivo de perseguição política que inclui, principalmente, ameaça de morte.

– Isso demonstra o grau de manipulação política e discredibilidade do sistema judicial angolano. Por outro lado, é mais um motivo que me leva a lutar por um país credível, onde as regras do jogo democrático e a independência do poder judiciário sejam realidade – disse em entrevista ao Por dentro da África o também filósofo e mestre em Direitos Humanos.

Conheça o caso do jornalista em nossa reportagem especial

Domingos da Cruz - DivulgaçãoO julgamento que estava marcado para esta segunda-feira no Tribunal Supremo de Angola, após os adiamentos em 14 de junho e 19 de julho, foi agendado para o dia 30 deste mês. Domingos da Cruz e seu advogado, Walter Tondela, esperam que o desrespeito não seja novamente repetido.

– Isso é um absoluto desrespeito. A mudança desse quadro passa efetivamente por uma revolução. Esse grupo hegemônico não será capaz de reformar o sistema, porque a reforma do sistema apreçaria a queda do regime…

Por dentro da África