Ativista de Uganda ganha prêmio por promover a conservação dos recursos florestais do país

0
73

Ativista de Uganda Gertrude Kabusimbi Kenyangi, recebeu o Prêmio "Campeões da Floresta" Wangari Maathai 2015. Foto: FAO
Ativista de Uganda Gertrude Kabusimbi Kenyangi, recebeu o Prêmio “Campeões da Floresta” Wangari Maathai 2015. Foto: FAO

Com informações da FAO

A ativista Gertrude Kabusimbi Kenyangi recebeu, no dia 10 de setembro, o Prêmio “Campeões da Floresta” Wangari Maathai 2015, pelos seus esforços em promover a conservação e o uso sustentável dos recursos florestais do país. Desde 1994, ela trabalha com a Agência Nacional de Florestas de Uganda para promover e proteger o uso sustentável das florestas tropicais em Mbarara e Ntungamo, distritos do país.

Com a ajuda de mulheres dessas comunidades, a ativista plantou mais de 1 milhão de árvores na região de floresta natural Rwoho. A homenagem foi criada em 2012 pelo grupo Parceria Colaborativa sobre Florestas, que é presidido pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação. O prêmio também concede à Kenyangi US$ 20 mil em dinheiro.

Segundo a FAO, essas atividades contribuíram para mitigar a adaptação aos efeitos da mudança climática, bem como geraram novos recursos de renda para os moradores da região. A Parceria Colaborativa sobre Florestas inclui 14 organizações internacionais, incluindo a FAO, que trabalham juntas para promover o manejo, a conservação e o desenvolvimento sustentável das florestas. Segundo a diretora de Produtos e Política Econômica Florestal da FAO, Eva Muller, “o mundo precisa de mais líderes comunitários como Kenyangi”.