Países da África Oriental usam a ciência para desenvolver agricultura local

0
283
Foto: Agricultura – ONU

Com informações da ONU

Rio – Quatro países da África Oriental (Etiópia, Quênia, Tanzânia e Uganda) usam os avanços da ciência para aumentar a produção de alimentos e laticínios, bem como reduzir as doenças e pragas agrícolas. Esta parceria, apoiada pelo Banco Mundial, está aumentando o poder aquisitivo dos agricultores locais.

– A agricultura é um comprovado motor da mudança. Essas histórias de sucesso que vemos aqui demonstram o poder e os benefícios da colaboração entre os países da região da África Oriental. Acho que eles são um bom exemplo do que gostaríamos de ver no futuro – disse Juergen Voegele, diretor sênior de Prática Global de Agricultura do Banco Mundial.

– Em 2010, a maioria das plantas era suscetível à ferrugem amarela. Então, havia uma grande perda nas colheitas. Mas, atualmente, mais de 10 variedades de plantas foram alteradas e conseguiram mais resistência – explicou Zerihum Tadesse, do Instituto de Pesquisas Agrícolas da Etiópia.

Confira a reportagem da TV ONU AQUI

Com informações da ONU