“O Genocídio do Negro Brasileiro”: Livro de Abdias Nascimento será relançado

0
124

Abdias – Foto – Divulgação

No próximo dia 3, em São Paulo, a editora Perspectiva, em parceria com o Itaú Cultural e o Ipeafro, relançará o clássico texto publicado em 1978 sobre a perseguição que Abdias sofreu do regime militar, quando o governo tentou silenciá-lo em Lagos, Nigéria.

captura-de-tela-2016-11-27-as-00-11-25A Universidade de Ife, onde Abdias lecionava como professor visitante, publicou seu trabalho em mimeógrafo. Na ocasião, Abdias se inscreveu como observador e o distribuiu pessoalmente aos delegados. Teve o apoio de intelectuais africanos e da diáspora e fez sua denúncia do racismo brasileiro. A imprensa nigeriana publicou o texto, o mesmo que relançamos agora.

Abdias Nascimento (1914-2011), foi senador e deputado federal pelo Rio de Janeiro, jornalista e militante do movimento negro no Brasil. Em 1948, junto com amigos, fundou o jornal O Quilombo, que deu voz a grupos sociais alijados da mídia. Passou 13 anos em exílio após a edição do Ato Institucional nº 5 do regime militar, em 1968.

O ativista foi um dos principais idealizadores do Dia da Consciência Negra, que se comemora em 20 de novembro – data em que o Senado entrega a Comenda Abdias Nascimento para pessoas que se destacam na defesa da igualdade racial. Em 2010, chegou a ser recomendado pelo governo federal para uma indicação ao Prêmio Nobel da Paz, mas não foi incluído entre os finalistas.

Serviço:

Itaú Cultural
03 de dezembro às 17h
Espaço expositivo da Ocupação Abdias Nascimento
Av. Paulista, 149 – Bela Vista, São Paulo – SP, 01311-000

No mesmo dia, leitura dramática da peça “Rapsódia Negra”, de Abdias, pela Cia. Capulanas de Arte Negra.