Gana celebra Dia da Independência

0
497

Independência de Gana
Independência de Gana -Divulgação

Em 6 de março de 1957, Gana se tornou o primeiro país do continente africano a conquistar independência. Neste ano, a celebração do Dia da Independência foi sobre o tema “Investir na Juventude para a Transformação de Gana.”

Kwame Nkrumah foi o grande líder da independência e um dos fundadores do movimento pan-africanista. Foi primeiro-ministro entre 1957 e 1960 e presidente de Gana de 1960 a 1966. Depois disso, começou a trabalhar para a descolonização da África que teve como primeira conquista a liberdade de Gana.

Assista ao discurso completo de Nkrumah no dia da independência e leia um trecho dele abaixo

“Finalmente, a batalha acabou!
E, assim, o Gana, o meu país amado está livre para sempre.

Eu quero aproveitar a oportunidade para agradecer aos reis e ao povo deste país, à juventude, aos agricultores, às mulheres que tão nobremente lutaram e ganharam esta batalha. Também quero agradecer aos homens que até colaboraram comigo nesta poderosa tarefa de libertar o nosso país do domínio estrangeiro e do imperialismo.

E, como eu indiquei… A partir de agora – hoje – temos de mudar nossas atitudes, nossas mentes, temos de perceber que, a partir de agora, já não somos mais uma colônia, mas um povo livre e independente.

Mas também, como disse, isso também implica trabalho duro. Remodelando o destino de Gana. Estou dependendo dos milhões do país, dos chefes e das pessoas para me ajudarem a remodelar o destino deste país. Estamos preparados para buscá-lo e torná-lo uma nação que seja respeitado por todas as nações do mundo.

Sabemos que teremos começos difíceis, mas, novamente, eu estou contando com o seu apoio, estou confiando em seu trabalho duro. Não importa o quão longe meu olho vai, eu posso ver que você está aqui em seus milhões e meu último aviso para você é que você esteja firme atrás de nós para que possamos provar ao mundo quando é dada ao africano uma chance de que ele pode mostrar ao mundo que é alguém!

Temos despertado. Não vamos mais dormir. Hoje, a partir de agora, há um novo africano no mundo! A nossa independência é sem sentido a menos que seja ligada com a libertação total de África.