Novos confrontos deixam dezenas de mortos e centenas de feridos no Egito

0
  •  
  •  

Protestos no Egito - Foto: ONU Rio – Uma nova onde de violência atingiu as ruas do Cairo, neste sábado, onde o governo registrou mais de 70 mortos e 300 feridos. Os confrontos ocorreram entre os partidários e opositores do presidente Mohamed Mursi, deposto no dia 3 de julho e preso em poder dos militares egípcios há 24 dias.

A polícia, apoiada por militantes contrários a Morsi, respondeu com tiros às pedras atiradas pelos manifestantes. O  represente da Irmandade Muçulmana, que apoia Morsi, pediu uma investigação internacional.

Confira o especial aqui

A ONU, preocupada com a escalada da violência no Egito, pede às autoridades que garantam o respeito ao Estado de Direito e as normas internacionais de direitos humanos.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon pediu às autoridades interinas que acabem com as prisões arbitrárias e outras formas de assédio. Ele acredita que o presidente deposto, Mohamed Morsi, e os líderes da Irmandade Muçulmana devem ser libertados ou terem seus casos analisados de forma transparente e rápida.

Por dentro da África 


  •  
  •