Relatório destaca os desafios da urbanização rápida em cidades africanas

0

ml-strengthening-malis-urban-infrastructure-and-institutions-to-boost-development-735x490
Urbanização em Bamako – Mali – ONU

Com informações do Banco Mundial

De acordo com o novo relatório do Banco Mundial, Cidades de África: Abrindo Portas para o Mundo, os 2 milhões de habitantes de Bamako, no Mali, não têm acesso à moradia, serviços e empregos de que precisam. O documento recomenda acompanhar o rápido crescimento da população das cidades africanas, investindo em infraestrutura.

A falta de áreas urbanizadas resulta no crescimento de assentamentos informais lotados, com pouca infraestrutura e desconectada dos principais centros de atividades. O estudo enfatiza que, em cidades como Bamako e Maputo, em Moçambique, a construção não regulamentada e o desenvolvimento rápido representam mais de 50% da mudança no tecido urbano de 2000 a 2010. Este é apenas um padrão de desenvolvimento que torna os deslocamentos urbanos mais  difíceis e caros nas cidades africanas.

Saiba mais sobre o relatório aqui