Programa vai apoiar os principais empreendedores digitais da África

0
  •  
  •  

Foto - Worldpolicy - Ghana Investment Promotion Centre Act,Com informações do Banco Mundial

O Grupo do Banco Mundial lançou um programa de aceleração de negócios para apoiar as 20 empresas mais novas e promissoras da África Subsaariana. Os start-ups receberão orientação de especialistas globais e locais. Com o apoio de grupos de investimento africanos proeminentes, a XL África (financiada pelos governos da Finlândia, Noruega e Suécia) ajudará as 20 start-ups selecionadas a atrair capitais iniciais entre US$ 250.000 e US$ 1.5 milhão.

“As start-ups digitais são importantes motores da inovação na África. Para escalar e espalhar novas tecnologias e serviços além das fronteiras, eles precisam de um ecossistema integrado que dê acesso aos mercados regionais e ao financiamento global; Iniciativas pan-africanas como a XL África desempenham um papel crítico ligando as empresas locais de arranque com empresas e investidores em todo o continente”, afirma Makhtar Diop, vice-presidente para a Região África do Banco Mundial. 

O programa chega num momento de crescente interesse no sector digital africano. De acordo com um recente relatório da Disrupt Africa, em 2016, o número de start-ups de tecnologia que conseguiram financiamento aumentou 16,8% em relação a 2015.

A atividade principal do programa inclui uma residência de duas semanas na Cidade do Cabo, África do Sul, onde os empreendimentos terão a oportunidade de interagir e aprender com seus mentores, colegas e parceiros locais.

As empresas interessadas podem se inscrever on-line no site XL Africa www.xl-africa.com até 12 de junho de 2017.

 


  •  
  •