Rio de Janeiro: Espetáculo evoca elementos da natureza e ancestralidade negra

0
  •  
  •  

Com informações de Dembaia

Em cartaz no Rio de Janeiro entre os dias 22 e 24 de março, o Despertáculo Minha avó Sempre Me Disse evoca elementos da natureza e a ancestralidade negra, ao som de instrumentos tradicionais do oeste africano e do cotidiano eletrônico. A obra tem como objetivo revisitar lugares que explicam o passado, presente e futuro, num híbrido de reflexão, denúncia, afeto e amor, que permeiam os corpos pretos diaspóricos.

O processo do “despertáculo” é a busca do “despertar o espetáculo” numa composição cênica onde realidades pretas e femininas são postas em palavras e movimento. A inspiração para a criação perpassa pelas referências das culturas étnicas do oeste africano e ensinamentos do livro Gule Wankulu, do dançarino Tsumbe Mussundza (Moçambique), que apresenta as influências na formação social e cultural do povo brasileiro da África Malê e Bantu. Há também referências literárias à Lélia Gonzalez, Beatriz Nascimento, Conceição Evaristo e Neuza Santos.

Dembaia (Em susu, língua da etnia Susu, Dembaia significa ‘família’), liderado por mulheres negras pesquisadoras, atua desde 2014 realizando apresentações, saraus, vivências, aulas e oficinas com conteúdos que abordam, principalmente, a cultura da África do Oeste.

Conheça mais sobre o Dembaia aqui 

Serviço:
“Minha avó sempre me disse”
Teatro Gonzaguinha
R. Benedito Hipólito, 125 – Centro, Rio de Janeiro
Datas: 22, 23, 24 de março
Horários: Sexta e Sábado às 19h30 e Domingo: 18h
Valor do Ingresso: R$30 inteira, R$15 Meia Entrada
Local de venda: Ingressos à venda na bilheteria
Classificação: Livre
Saiba mais sobre o espetáculo aqui 


  •  
  •