Lisboa: Universidade abre inscrições para mestrado e doutorado em Estudos Africanos

3
  •  
  •  

 

Por Dentro da África

O Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL) está com inscrições abertas para os programas de Mestrado e Doutorado em Estudos Africanos que terão início no calendário letivo de 2018/2019. Os cursos são promovidos na capital portuguesa pelo Departamento de Ciência Política e Políticas Públicas (DCPPP) da Escola de Sociologia e Políticas Públicas (ESPP) e tem como unidade de investigação o Centro de Estudos Internacionais (CEI-IUL).

As inscrições para o Mestrado vão até 29 de abril. O curso oferece 20 vagas e tem duração de dois anos, com aulas em período pós-laboral. Já o programa de Doutorado oferece 15 vagas. O curso tem três anos de duração e as aulas nos dois semestres do 1.º ano são em formato concentrado em cinco semanas (de 19 de novembro a 21 de dezembro de 2018 e de 4 de fevereiro a 1º de março de 2019). As inscrições para o Doutorado ocorrem em três fases: a primeira fase encerra-se em 29 de abril, a segunda fase, para as vagas remanescentes, ocorre entre 21 de maio e 1.º de julho e a terceira fase será entre 23 de julho e 2 de setembro, caso ainda haja necessidade do preenchimento das vagas disponíveis.

O Mestrado

Dividido em dois ramos de especialização – “Estado, Política e Relações Internacionais” e “Gestão do Desenvolvimento e Cooperação”, o curso está estruturado de modo a que os alunos adquiram uma visão compreensiva sobre as principais problemáticas e processos de diversos contextos africanos. O curso é um dos mais antigos e prestigiados no espaço da língua portuguesa, formando desde 1989 profissionais de diversas áreas, desde a investigação e ensino, ao sector empresarial, diplomacia, organizações internacionais, administração pública e Organizações da Sociedade Civil.

Aos alunos que obtiverem aproveitamento nas unidades curriculares dos primeiro e segundo semestres do primeiro ano do ciclo de estudos de mestrado, é atribuído um diploma de Pós-graduação em Estudos Africanos; aos alunos que obtiverem aproveitamento nas unidades curriculares do ciclo de estudos do Mestrado em Estudos Africanos é atribuído o grau de Mestre em Estudos Africanos.

O Doutorado
O Doutorado em Estudos Africanos do ISCTE-IUL confere uma formação a investigadores, docentes e profissionais de várias áreas que permite adquirir uma visão aprofundada das teorias e metodologias em estudos africanos e desenvolver a capacidade de análise/investigação sobre as sociedades africanas.

Ao longo do programa, os doutorandos adquirem conhecimentos das principais problemáticas sociais, políticas e econômicas na África, tendo a possibilidade de aprofundar a sua investigação numa diversidade de áreas que incluem: Ambiente e Recursos Naturais; Desenvolvimento e Cooperação; Economia e Empresas; Educação e Desenvolvimento; Estruturas e Dinâmicas Sociais; Política e Relações Internacionais.

O curso tem uma forte componente metodológica que reforça as capacidades para a conceção e gestão de programas de investigação. Permite, por outro lado, reforçar as competências de liderança na análise, gestão, e a avaliação de políticas públicas e no exercício de atividades profissionais nomeadamente na investigação e docência, administração pública, em organização da sociedade civil e em empresas.

Pátio do ISCTE IUL
Pátio do ISCTE IUL

A conclusão do primeiro ano permite a obtenção de um Diploma de Estudos Avançados em Estudos Africanos. Os 2.º e 3.º anos, durante os quais é desenvolvida a pesquisa e elaborada a tese, são acompanhados de um Seminário de Investigação e de um Ciclo de Seminários em Estudos Africanos.

O programa curricular do curso é realizado num ambiente que estimula a aquisição de conhecimentos através de seminários, conferências, e outros eventos sobre Estudos Africanos que integram especialistas portugueses e estrangeiros em várias áreas.

Saiba mais:
Sobre o programa de Mestrado em Estudos Africanos
Sobre o programa de Doutorado em Estudos Africanos


  •  
  •  

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here