Violência pré-eleitoral provoca deslocamento de mais de 8 mil pessoas no Burundi

0
47
Foto: ACNUR/S. Masengesho

Com informações da ONU

Após tensões pré-eleitorais, milhares de habitantes do Burundi cruzaram as fronteiras de Ruanda e República Democrática do Congo.

Segundo Adrian Edwards, porta-voz da agência da ONU para os refugiados (ACNUR), mais de 8 mil cidadãos deixaram o país nos últimos 14 dias, após a intensificação do assédio e relatos de desaparecimento de pessoas associadas ao partido da oposição.

O ACNUR teme que mais pessoas abandonem o país durante o período eleitoral, estabelecido para ocorrer entre maio e julho.

Para mitigar os efeitos desse deslocamento, o ACNUR e seus parceiros trabalham no terreno para fornecer assistência básica aos centros de refugiados em ambos países receptores. Mais de 60% dos refugiados são crianças.

O alto comissário para os direitos humanos da ONU, Zeid Ra’ad Al Hussein, em recente visita ao país, pediu que os candidatos à presidência não usem os debates políticos para incitar à violência e instou os competidores a respeitarem as regras eleitorais.