UNICEF condena ação terrorista que matou 30 pessoas em escola da Nigéria

0
62

Escola queimada pelo Boko Haram em Maiduguri, capital de Borno, Nigéria. Foto: IRIN/Aminu AbubakaRio – O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) condenou o ataque a uma escola no estado de Yobe, Nordeste da Nigéria, que matou 29 alunos e um professor no sábado e pediu que os responsáveis sejam levados à justiça. De acordo com a imprensa, o ato foi praticado pelo grupo Boko Haram.

– Ao mesmo tempo que enviamos nossas condolências às famílias das vítimas, afirmamos que não pode haver justificativa para o ataque deliberado a crianças e àqueles que cuidam delas – declarou o diretor regional do UNICEF para a África Central e Ocidental, Manuel Fontaine.

Unidades de ensino médio no estado de Yobe estão fechadas até o início do próximo ano acadêmico, em setembro, para permitir que as autoridades, assim como os líderes comunitários, busquem formas de garantir segurança para as escolas.

– A UNICEF pede que os responsáveis sejam levados à justiça e que as comunidades demandem que as escolas sejam locais seguros”, declarou o Fundo em comunicado.

Desde 16 de junho, 48 alunos e sete professores foram mortos em quatro ataques na região.

Com informações da ONU