União Africana suspende Egito do bloco após deposição do presidente Mursi

0
64

Protestos no Cairo - Foto: Lyaily Abdul AzizRio – A UniãoAfricana (UA) anunciou a suspensão temporária do Egito de todas as suas atividades, depois que militares egípcios derrubaram o presidente Mohamed Mursi, na última quarta-feira.

A presidente da Comissão da organização continental, Nkosazana Dlamini-Zuma, mostrou seu apoio e solidariedade ao povo egípcio e acrescentou que, “o quanto mais rápido o Egito retornar à UA, melhor será para todos”.

Segundo Nkosazana, a restauração da ordem constitucional será consolidada com a convocação de uma eleição em que todos poderão participar livremente, assim como a definição de um líder eleito pelo povo.

A União Africana (UA) foi fundada em 2002 e é a organização que sucedeu a Organização da Unidade Africana. Baseada no modelo da União Europeia (mas atualmente com atuação mais próxima à da Comunidade das Nações), ajuda na promoção da democracia, direitos humanos e desenvolvimento econômico na África, especialmente no aumento dos investimentos estrangeiros por meio do programa Nova Parceria para o Desenvolvimento da África.

Veja o especial de Por dentro da África sobre a situação no Egito