Tensão na República Centro-Africana aumenta número de refugiados

0
162

República Centro-Africana - Foto: ONURio – Desde que a violência retornou à República Centro-Africana (RCA), mais de 37 mil pessoas já fugiram do país e 173 mil foram deslocadas internamente desde dezembro, disse na sexta-feira (5) o Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR).

Segundo a agência da ONU, desde dezembro 30.876 pessoas que fugiram da RCA encontraram asilo na República Democrática do Congo (RDC), 5.600 seguiram para o Chade e 1.024 foram registradas em Camarões.

Os refugiados vêm principalmente da capital, Bangui, que foi tomada por rebeldes da coalizão Séléka no mês passado, bem como também das cidades de Bangassou, Rifai e Zemio, todas na parte sudeste do país.

Na RDC, o ACNUR está planejando expandir os campos de refugiados já estabelecidos. No distrito de Ubangi-Norte, a agência começou trabalhos em 400 hectares de terra para criar capacidade inicial para receber pelo menos 10 mil pessoas que fugiram da RCA.

A agência planeja construir seis centros de trânsito de refugiados, que se juntarão ao principal centro em Bondo, na província Orientale (RDC).

Com informações da ONU