Presidente da Guiné Equatorial completa 36 anos no poder

0
75
Divulgação – Obiang

Por dentro da África

Rio – Teodoro Obiang Nguema, presidente da Guiné Equatorial, completou, nesta segunda-feira (3), 36 anos no poder. Em termos de longevidade no cargo, ele é seguido de perto pelo presidente angolano, José Eduardo dos Santos, que se tornou chefe de Estado em setembro de 1979.

Obiang depôs Francisco Macías, de quem era sobrinho, em 3 de agosto de 1979. Macías foi levado a julgamento pelas suas atividades ao longo da década anterior e condenado à morte. Obiang chegou a ser eleito pela revista Forbes o oitavo governante mais rico do mundo, apesar do seu país ser considerado um dos mais pobres do mundo.

Localizada no Golfo da Guiné, a Guiné Equatorial é um país de, aproximadamente, 700 mil habitantes e que causa inveja às nações de grande extensão territorial, diante da sua reserva de petróleo. O país possui a maior renda per capita do continente africano, mas enfrenta uma série de denúncias de violação de direitos humanos que, segundo a organização Freedom House, deixam o país entre as 50 nações não-livres de todo o mundo.

Veja mais: “Na Guiné Equatorial, um ativista corre o risco de ser torturado e até morto”