ONU pede esforços para acabar com a violência na Líbia

0
58

bandeira da libyaRio – A Missão de Apoio das Nações Unidas na Líbia (UNSMIL) condena a recente onda de violência em diversas cidades do país, incluindo a capital, Tripoli, e Benghazi. A UNSMIL pede às autoridades locais que aumentem os esforços para enfrentar os atuais desafios de segurança.

Em comunicado emitido nesta terça-feira, a missão manifesta preocupação com as condições de segurança – que estão deteriorando – e os crescentes atos de violência que atacam ativistas políticos, instituições judiciais, missões diplomáticas, militares e policiais, instalações do Estado, entre outros.

– A UNSMIL pede que as autoridades estatais intensifiquem seus esforços para abordar os desafios de segurança que a Líbia está enfrentando e apela a todos os líbios, homens e mulheres, que se unam neste momento da história do seu país para enfrentarem os riscos que ameaçam a sua segurança e a estabilidade.

A recente onda de violência – incluindo várias explosões em Benghazi e uma fuga de cerca de 1,2 mil presos – está entre os vários desafios que a Líbia enfrenta durante sua transição democrática, em curso desde a derrubada de Muammar al-Gaddafi há dois anos.

Com informações da ONU