ONU pede auxílio para reconstruir a Somália após décadas de conflito

0
186

Conferência para a Somália - Foto: ONU Rio – Em conferência sobre a Somália realizada em Londres, nesta terça-feira, o vice-secretário-geral da ONU, Jan Eliasson, pediu a representantes de mais de 50 países e organizações para apoiarem a agenda governamental de construção do país. O encontro, promovido pelo presidente da Somália, Hassan Sheikh Mohamud, em parceria com o primeiro-ministro britânico, David Cameron, aconteceu no momento em que o país africano que se reconstrói após duas décadas de conflitos.

Eliasson ressaltou a importância de uma polícia funcional, tribunais e prisões de segurança e autoridade do Estado. Ataques recentes contra o Tribunal de Mogadíscio e contra o vice-procurador-geral do Estado foram condenados pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

As estruturas de segurança do país são apoiadas desde 2007 pela Missão da União Africana na Somália (AMISOM) – auxiliada pelo Escritório Político da ONU para a Somália (UNPOS) e pelo Gabinete de Apoio das Nações Unidas para a AMISOM (UNSOA). A partir de junho, essas missões serão incorporadas por uma nova Missão de Assistência das Nações Unidas, a UNSOM.

Com informações da ONU