ONU acelera esforços para transferir refugiados da Nigéria para os Camarões

0
44

Recém-chegados da Nigéria no campo de refugiados Minawao, localizado 120 quilômetros da fronteira entre os Camarões e a Nigéria. Foto: ACNUR/ D. Mbaiorem

Com informações da ONU

Rio – De acordo com o Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (ACNUR), os recentes ataques de rebeldes insurgentes da Nigéria em áreas próximas à fronteira com o Camarões têm dificultado seus esforços em transferir e realocar os nigerianos que se encontram na divisa entre os dois países para o acampamento de Minawao, localizado a 120 quilômetros da fronteira.

O ACNUR informou nesta sexta-feira (31) que, apesar dos últimos acontecimentos, continuará acelerando os esforços para garantir que os nigerianos registrados possam ser transferidos para o acampamento, assim como outros civis que cheguem à fronteira.

Atualmente, o acampamento de Minawao hospeda 16.282 refugiados, com o número de deslocados tendo triplicado nos últimos dois meses. Com capacidade de receber até 35 mil pessoas, o acampamento está sendo expandido para poder acomodar as pessoas transferidas da fronteira.

Além disso, o governo de Camarões disponibilizou cerca de 1.371 abrigos familiares para os recém-chegados e alocou terra para a expansão do acampamento. No entanto, a construção de abrigos familiares está suspensa para permitir que as comunidades locais e de refugiados possam terminar suas colheitas antes da terra ser usada.

A atual crise de refugiados na Nigéria já fez com que mais de 62 mil pessoas buscarem refúgio no Níger, desde o início de 2014. Enquanto isso, Camarões já recebeu cerca de 44 mil nigerianos e quase 2 mil civis fugiram para o Chade. No total, estima-se que 650 mil pessoas permanecem desabrigadas no nordeste da Nigéria por causa das hostilidades.

Com informações da ONU