Gâmbia: Conferência aborda benefícios da alimentação escolar no país

0
86

O Centro de Excelência contribuiu ao debate sobre a nova política de educação da Gâmbia e os benefícios da incorporação da alimentação escolar. Foto: Flickr/John Savage (cc)
O Centro de Excelência contribuiu ao debate sobre a nova política de educação da Gâmbia e os benefícios da incorporação da alimentação escolar. Foto: Flickr/John Savage (cc)

Com informações da ONU

O Ministério de Educação Básica e Secundária de Gâmbia realizou em Banjul, capital do país, uma Conferência Nacional de Educação, que reuniu os principais atores do setor para finalizar a Política Nacional de Educação 2016-2030.

A atual Política Nacional de Educação de Gâmbia foi implementada de 2004 até 2015. Agora que o final do período de vigência se aproxima, o setor de educação do país organizou uma séria de consultas para discutir acesso à educação e igualdade, qualidade da educação e gestão do setor. Essas consultas tiveram como objetivo identificar as fraquezas, conquistas e estratégias-chave para a atual política como forma de enriquecer a formulação da sucessora.

Em sua apresentação, o Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas mostrou os benefícios da alimentação escolar vinculada à compra local de alimentos lembrando que a alimentação escolar afeta positivamente os indicadores educacionais e as economias locais por meio da compra local de alimentos.

O segundo é uma apresentação de 10 minutos da chefe de programa do Centro, Christiani Buani, que ressaltou os múltiplos benefícios de incluir uma estratégia de alimentação escolar na Política Nacional de Educação. A alimentação escolar afeta positivamente os indicadores educacionais e as economias locais por meio da compra local de alimentos.