Ataque em Moçambique deixa um morto e nove feridos

0
60

flag-of-MozambiqueRio – O presidente moçambicano, Armando Guebuza, condenou os ataques, neste sábado, de homens armados que resultaram na morte de uma pessoa e no ferimento de outras nove.

O ataque a um veículo coletivo ocorreu na principal estrada do país, a norte do distrito de Machanga, perto da região da Gorongosa, onde se situava o quartel-general da RENAMO (Resistência Nacional Moçambicana), atacado pelo exército moçambicano no início da semana.

Nesta segunda-feira, a RENAMO anunciou o fim do Acordo de Paz com a FRELIMO (Frente de Libertação de Moçambique) assinado em 1992. O anúncio foi feito após um ataque das forças governamentais contra a base da RENAMO em Gorongosa, província de Sofala.

Após abandonar o acampamento em que vivia diante da ofensiva do exército moçambicano, Afonso Dhlakama, líder do partido, está em paradeiro desconhecido.

Por dentro da África