Presidente da Mauritânia inaugura Zona Franca no norte do país

0
193

 Rua de Nouadhibou - Divulgação Rio – O Presidente da Mauritânia, Mohamed Ould Abdel Aziz, deu, nesta segunda-feira, em Nouadhibou, o pontapé oficial das atividades da Zona Franca da segunda maior cidade do país.

No seu discurso, o presidente da Autoridade de Regulação da Zona Franca, Ismael Ould Bodde Ould Cheikh Sidya, apresentou as potencialidades e vantagens que resultam da nova criação.

– Trata-se de uma realização econômica que resulta na nova visão do desenvolvimento baseada na exploração das potencialidades do país e da sua posição estratégica privilegiada, enquanto ponte entre a África do Norte, a África Negra, a Europa Ocidental e a América – indicou Sidya.

A Mauritânia está situada no noroeste da África e faz fronteira com o Oceano Atlântico, Senegal, Mali, Argélia e Marrocos. A maioria da população depende da agricultura e da pecuária para a sobrevivência. A Mauritânia tem amplos depósitos de minério de ferro, que totalizam quase 50% do total das exportações do país. O petróleo foi descoberto em 2001 no Depósito de Chinguetti. Embora sejam potencialmente significativas para a economia do país, as jazidas foram descritas como “de pequeno porte.”

Em Nouadhibou, a Zona Franca, região por onde passam mercadorias nacionais ou estrangeiras sem pagar tarifas alfandegárias normais, tem como objetivo promover o investimento, incluindo o desenvolvimento da pesca, dos minérios e do turismo.

Com informações da PANAPRESS