Governo brasileiro renegocia dívida do Senegal para favorecer novos negócios

0
103

Dakar, capital do Senegal - Foto: GeoRio – Em encontro realizado no Palácio do Itamaraty, o ministro de Negócios Estrangeiros do Senegal, Mankeur Ndiaye, e o ministro das Relações Exteriores brasileiro, Antonio Patriota, acordaram sobre a renegociação da dívida do país africano com o Brasil. Dos 6,5 milhões, o Senegal deixará de pagar 2,9 milhões e parcelará o resto em dez parcelas semestrais.

As relações entre Brasil e Senegal ganharam força nos últimos anos. Segundo informações do Ministério das Relações Exteriores, entre 2002 e 2012, o intercâmbio entre os dois países aumentou em 327%, passando de US$ 29,3 milhões para US$ 125,3 milhões.

A Presidenta Dilma Rousseff e o Presidente Macky Sall se reuniram em duas oportunidades: no Rio de Janeiro, durante a Conferência Rio + 20 e em fevereiro deste ano, em Malabo (Guiné Equatorial), durante a III Cúpula da ASA (América do Sul-África).

O ministro Patriota informou que a renegociação da dívida senegalesa permitirá que o país de cerca de 13 milhões de habitantes faça novos negócios com o Brasil. A proposta, aprovada na última terça-feira pela Comissão de Assuntos Econômicos, ainda vai à votação no plenário do Senado.

Por dentro da África