A contribuição de Cabo Verde para o desenvolvimento de biocombustíveis

2
94

purgueira2Cidade da Praia – Um projeto de investigação pode colocar Cabo Verde em posição de destaque para o desenvolvimento de biocombustível feito a partir dos frutos e das sementes da purgueira.

A empresa belga Quinvita trabalha com mais de 300 variedades de purgueiras de várias partes do mundo e, desde que se instalou em Cabo Verde, especificamente na localidade de Mosquito da Horta, vem promovendo investigações com a planta local, que apresenta características únicas para o desenvolvimento de um biocombustível de melhor qualidade.

A purgueira é uma planta tropical de onde se extrai o azeite-de-purgueira usado na fabricação de sabões e na iluminação pública. Ele também vem sendo muito utilizado como biodiesel barato e amigo do ambiente (substituto direto do diesel).

Segundo a responsável administrativa da filial cabo-verdiana da Quinvita, Edna Sanches, o trabalho da instituição passa, principalmente, pelo cruzamento de diferentes tipos de purgueiras e não há dúvidas de que a variedade cabo-verdiana, pela sua biocomposição específica para a produção de biocombustível, é de grande importância.

Segundo Edna, há alguns desafios que devem ser superados em nome da produção de biocombustível em Cabo Verde como a indisponibilidade de vastas extensões de terrenos e a escassez de água, já que esse tipo de cultivo requer muita água.

Com informações do Ministério da Juventude de Cabo Verde