Foto do dia de Bafatá, Guiné-Bissau

9
285

guine

Por dentro da África

A foto do dia foi enviada pela fotógrafa Virgínia Maria Yunes, de Bafatá, Guiné-Bissau. A cidade, onde nasceu Amílcar Cabral (um dos líderes da independência da Guiné-Bissau e Cabo Verde) possui cerca de 25 mil habitantes.

“As principais atividades econômicas giram em torno da agricultura de subsistência, pesca, silvicultura e comércio. A mulher guineense no meio rural desempenha, através de seu trabalho um importante papel na economia familiar. É ela quem busca a água e a lenha, quem pesca e recolhe as frutas, quem espreme o caju para a extração do sumo (que, quando fermentado, se transforma em vinho), prepara o óleo de palma, faz a cestaria e a cerâmica…. O alimento básico é o arroz e a ele acrescentam o peixe ou a carne de caça”, contou Virgínia, que, neste momento, está em Los Angeles para uma exposição que também conta a história e costumes da Guiné-Bissau.

A Guiné-Bissau é um país da África Ocidental que faz fronteira com o Senegal, Guiné Conacri e com o Oceano Atlântico. O território abrange 36.125 quilômetros quadrados de área, com uma população estimada de 1,6 milhão de pessoas.

Se você tem registros feitos na África, envie para a redação com uma descrição ou um texto de sua autoria. Suas fotos serão compartilhadas com mais de 350 mil leitores no painel FOTO DO DIA!

Por dentro da África


9 COMMENTS

  1. Olá, tudo bem?
    Achei linda a foto, também gostei muito de saber um pouco mais sobre Guiné Bissau, mas fiquei me perguntando: Se no meio rural as mulheres fazem tudo isso, qual é papel do homem na economia familiar, o que eles fazem?
    É só uma curiosidade.

    Abraços!

    • É mesmo assim ana eu estive em BISSAU na guerra colonial entre 71/73 e só vias as mulheres a trabalhar não conheço bafatá mas em bissau eram as mulheres que pescavam e vendiam no mercado os homens estavam escostados á sombra dos mangueiros ou banananeiras e a jogar á batota tambem me alguma confusão mas era assim e pelo que tenho vistp acho que 44
      anos depois nada mudou por isso daí um pais que continua a ser pobre mas acho que mais de espirito porque á lá alguma riquesa só que mal explorada um abraço

  2. Sou guineense nascido em bafata, sensacional imagem, realmente esta senhora conhece bem a minha terra natal, tudo o que ela diz é verdade, parabéns e muito obrigado!

    Também gostaria de saber como enviar as fotos?