Conheça os africanos que conquistaram o Prêmio Nobel de Literatura

0
649

Por dentro da África

O Prêmio Nobel é uma das mais prestigiadas premiações do mundo. Todos os anos, pessoas que fizeram pesquisas de grande valor para o bem do ser humano em diversas áreas, como na Química, Medicina, Literatura e Paz. O Por Dentro da África listou os africanos que já foram contemplados com o Nobel de Literatura.

Wole Soyinka – Credit: Tunde Owolabi Studios
Wole Soyinka – Credit: Tunde Owolabi Studios

Wole Soyinka nasceu na Nigéria em 1934. A sua posição crítica diante dos acontecimentos políticos do seu país fizeram com que ele fosse preso por duas vezes. Considerado por muitos o melhor dramaturgo africano, ele venceu o Nobel da Literatura em 1986. Foi a primeira vez que um escritor africano recebia o prêmio. Soyinka, além de escrever para o teatro, também é poeta, romancista, novelista e ensaísta.

Naguib-Mahfouz--007Nascido no Egito, em 1911, Naguib Mahfouz, tem como inspiração para suas obras a sua terra, população, costumes e história. Ambientadas em lugares diversos como o Cairo, suas obras mostram uma visão otimista do homem e descreve a procura dos valores humanos. Falecido em 2006, Mahfouz recebeu o Nobel de Literatura em 1988, como reconhecimento por ser um defensor dos direitos humanos.

A sul-africanNadine-Gordimera Nadine Gordimer, falecida em 2014, recebeu o Prêmio Nobel da Literatura em 1991. Desde seu romance de estreia, The Lying Days (1953), até The Conservationist (1974), Gordimer, a autora de mais de 30 obras, procurou refletir as difíceis escolhas morais numa sociedade marcada pela segregação racial usando o seu ativismo contra o apartheid.

Nascido na CidadeJM-Coetzee1 do Cabo, África do Sul, em 1940, J. M. Coetzee começou a carreira literária no campo da ficção em 1969, mas o seu primeiro livro, Dusklands, só foi publicado na África do Sul em 1974. Autor de mais de 20 livros, ele recebeu vários prêmios antes do Nobel de Literatura de 2003 como o Booker Prize por duas vezes: primeiro por Life & Times of Michael K em 1983 e por Desonra, em 1999.

Veja a lista dos premiados desde 1901