Você conhece a África? Faça o quarto QUIZ do Por dentro da África

1
908

 

african continentePor dentro da África

Sorocaba – Com 1,2 bilhão de habitantes, a África é um continente múltiplo, de inúmeras culturas, cenários e características. Para aprender um pouco mais sobre esse inesgotável e fascinante pedaço da Terra, o nosso especialista Ademir Barros dos Santos preparou o quarto QUIZ para os leitores do Por dentro da África! As respostas e suas explicações estão no final da página.

1 – A maioria dos africanos exportados para as Américas provém da costa ocidental, entre a foz do rio Senegal e o Golfo da Guiné; nesta região localizaram-se, sucessiva e alternadamente, três grandes impérios, produtores de muito ouro, o que encheu de cobiça os expansionistas europeus. Quais são estes impérios?

a) Senegal, Costa do Marfim e Songai

b) Gana, Marrocos e Mali

c) Gana, Mali, Songai

d) Senegal, Mali e Guiné

e) Nenhuma das anteriores.

Espetáculo Sundiata Keita - Divulgação
Espetáculo Sundiata Keita – Divulgação

2 – Uma das mais famosas lendas africanas conta que um menino feio, doente e aleijado, pouco antes da adolescência, ao tocar os símbolos da realeza local, milagrosamente sarou e, como primeiro ato de força, arrancou um baobá pela raiz! A seguir, constituiu poderoso exército, e retomou a coroa que havia sido perdida por seus antepassados, exterminados pela guerra. Este herói, depois chamado Leão do Mali, cujo sobrenome ainda é difundido e venerado neste país, foi:

a) Sundiata Keita

b) Amílcar Cabral

c) Mansa Musa

d) Rainha Kahina

e) Nenhuma das anteriores.

Timbuktu – Foto: Naftali Hilger, laif/Redux

3 – Quando Colombo descobriu as Américas, o reino Songai, que havia sido fundado, por volta de 1100 d.C, na região africana chamada “cinturão sudanês”, ainda se estendia do litoral atlântico às margens do lago Chade; ali, desenvolveu-se a famosa universidade de Sankoré e, também, o Instituto Ahmed Baba, com sua coleção de 20 000 manuscritos árabes antigos; sendo o povo de maioria muçulmana e total tolerância religiosa, famosas mesquitas, todas antigas, também ali estão presentes, especialmente na cidade inscrita pela Unesco, em 1988, na Lista do Patrimônio Mundial em Perigo,que é:

a) Mopti

b) Casablanca

c) Timbuktu

d) Djenée

e) Nenhuma das anteriores.

Arte iorubá
Arte iorubá

4 – O golfo da Guiné foi palco de diversas civilizações, mais ou menos aparentadas entre si; ali, desenvolveu-se padrões culturais que utilizavam a metalurgia, a cerâmica, a tecelagem, todas consideradas de alta qualidade pelos europeus que, com elas, tiveram contato. Uma destas civilizações, ainda hoje de forte influência no Brasil, foi a iorubá, que contava com duas capitais. Quais são elas?

a) Oyó e Dejenée

b) Niani e Oyó

c) Mopti e Axum

d) Oyó e Ifé

e) Nenhuma das anteriores

5 – Um pouco ao norte do Golfo da Guiné, ao sul do Senegal, está um país que tem o português como idioma oficial; a seu leste, já no Oceano Atlântico, está um arquipélago que também tem, em comum com este país, não só o idioma mas, também, o mesmo herói nacional. Quais são estes países?

a) Angola e Moçambique

b) Moçambique e Zanzibar

c) Guiné Bissau e Guiné Equatorial

d) Cabo Verde e Guiné Bissau

e) Nenhuma das anteriores

Ademir Barros dos Santos é coordenador da Câmara de Preservação Cultural do Núcleo de Cultura Afro-Brasileira – NUCAB – da Universidade de Sorocaba – UNISO.

Veja aqui o primeiro QUIZ do Por dentro da África

Segundo Quiz

Terceiro Quiz

Gabarito

1 – c – Gana, Mali, Songai

O império de Gana, cujo nome significa “senhor da guerra”, e que foi o país do ouro, estendia-se do Senegal médio à curvatura do Níger, e sua expansão deu-se por volta de 700 d. C.; conta a lenda que “o ouro crescia como cenouras”, e “que o rei prendia seu cavalo a uma enorme pepita, na qual havia que mandar abrir, para isso, um buraco”! Este império é substituído pelo Mali, que expande fronteiras para o leste, e adquire tanta riqueza que um de seus reis, Mansa Musa, ao fazer, em 1324-1325, a peregrinação a Meca, leva consigo tanto ouro que desvaloriza a moeda egípcia! O império Songai, que dura até o final do séc. XVI, por fim o domina, e se expande até as margens do lago Chade, já no centro do continente africano.

2 – a – Sundiata Keita

Embora a historia se confunda com a lenda, Sundiata realmente existiu, e fundou o reino do Mali. Ele, que se torna imperador inaugurando o título Mansa, falece em 1255, durante uma festa, não se sabe ao certo se afogado ou assassinado por uma flecha.

3 – c – Timbuktu

Segundo o site http://wikitravel.org/pt/, “em 1330, Timbuktu era parte do Império do Mali, e controlava o negócio do sal por ouro em toda a região, estando ligada a Djenné através do comércio do sal, cereais e ouro […]. Dois séculos mais tarde, Timbuktu atingiu o seu auge, governada pelo Império Songhay, tornando-se uma importante cidade universitária e a capital religiosa dos finais da dinastia Mandingo Askia (1493-1591)”

4 – d – Oyó e Ifé

Segundo a lenda, Ifé, a cidade sagrada, foi fundada por Odudwa, de quem descendem todos os iorubás; o nome Odudwa, em iorubá, significa algo como “fonte geradora da vida”: Odu = fonte, destino; Da = geradora; Iwá = vida”; depois da fundação de Ifé, a cidade sagrada, fundou-se Oyó, capital administrativa iorubá

5 – d – Cabo Verde e Guiné Bissau

Ambos os países foram colônias portuguesas, e têm, como herói nacional na luta pela independência, Amílcar Cabral, cujo sonho era torná-los um só.

1 COMMENT