UNESCO lança no Nordeste a síntese da História Geral da África

1
104
História Geral da África – Divulgação

Com informações da ONU

Na terça-feira (2) acontece em Recife o lançamento regional da Síntese da coleção História Geral da África (HGA), da Organização da ONU para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). Composta por dois volumes que resumem os oito da coleção, a publicação terá seu lançamento na região nordeste durante a I Jornada Internacional de História Africana e Afro-Brasileira: Encontros Atlânticos, em Recife (PE).

Como forma de reconhecer a influência da história e da cultura africanas na sociedade brasileira, a UNESCO no Brasil, o Ministério da Educação e a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) desenvolvem o Programa Brasil-África: Histórias Cruzadas, para dar visibilidade e reconhecimento à interseção das histórias africana e brasileira.

O Programa foi criado em resposta à promulgação da Lei n° 10.639 de 2003, que determina a inclusão de conteúdos sobre a história da cultura afro-brasileira e africana na educação básica nos sistemas de ensino no Brasil, sua primeira ação foi a “Síntese da coleção História Geral da África”, lançada nacionalmente em Brasília em março deste ano.

Publicada em dois volumes, a obra pretende fornecer subsídios para pesquisadores e estudantes, bem como para a prática pedagógica de professores responsáveis pela educação básica, com o objetivo de ampliar seus conhecimentos em relação à história e à cultura africana.

O volume um, dividido em quatro capítulos, contém, de forma criteriosa, o resumo dos temas publicados nos quatro primeiros volumes da edição completa da coleção HGA, abordando os períodos desde a pré-história até o século XVI. O segundo volume aborda os temas tratados nos quatro últimos volumes da edição completa da coleção, abrangendo desde o século XVI até o século XX.

A I Jornada Internacional de História Africana e Afro-Brasileira: Encontros Atlânticos é uma realização da Fundação Joaquim Nabuco (FUNDAJ) em parceria com a UNESCO e faz parte das atividades do Laboratório Acervos e Materiais Didáticos da FUNDAJ. O evento contará com especialistas de universidades e de centros de pesquisa do Brasil e do exterior e acontece nos dias 02 e 03/12, na Sala Calouste Gulbenkian, em Recife.

Com informações da ONU

1 COMMENT

  1. Considero de interesse fundamental – enquanto escritor e investigador transdisciplinar (afecto à sociologia da contemporaneidade e à antropologia cultural) – manter a pos´´ivel actualização sobre as matérias abordadas in “POR BENTRO DE ÁFRICA”.
    Mantenho algumas relações institucionais e cooperação académica com individualidades em áreas das Ciências Sociais, Filosofia Estética, Artes Plásticas e Visuais, em Amgola (Luanda) e Brasil (SP e RJ).
    J-L. F.