São Paulo: Festival Yesu Luso promove reunião entre artistas de países lusófonos

0
62

DSC_2128Com informações da Baobá Comunicação

Portugal, Moçambique, Cabo Verde, Brasil e Angola encontram-se no palco do Sesc Ipiranga, entre os dias 2 e 11 de junho, no Festival Yesu Luso – Teatro em Língua Portuguesa, que tem curadoria da atriz Arieta Corrêa e do produtor Pedro Santos. Presentes nos cinco continentes, o idioma que une todas essas nações é o quarto mais falado no mundo.

A programação traz seis peças de teatro, uma oficina e três debates com artistas e pensadores dos cinco países.

Espetáculos

“Um Picasso” – Companhia de Teatro de Braga (Portugal) – Paulo Nogueira

“Um Picasso” – Companhia de Teatro de Braga (Portugal)

Paris é ocupada pelos alemães. A Gestapo quer uma obra de Picasso para um vernissage. Ele é levado a um bunker, onde conhece uma atraente loura que está ali em missão secreta: obter a autenticação do artista em, pelo menos, um de três autorretratos. Depois de uma batalha verbal entre o pintor e a agente, Picasso acaba por assumir os três desenhos, de diferentes períodos da sua vida.

Autor: Jeffrey Hatcher Tradução: Brian Head / Encenação: Eduardo Tolentino de Araújo / Elenco: Rui Madeira e Solange Sá

Classificação: 12 anos

Onde: Teatro

Quando: 2 e 3/6, às 21h

Quanto: R$ 30,00, R$ 15,00 e R$ 9,00

 

“I can´t breathe”, de Elmano Sancho (Portugal) – Divulgação

“I can´t breathe”, de Elmano Sancho (Portugal)

Um ator de teatro e uma ex-atriz de filmes pornográficos encontram-se com a esperança de entender a crescente ausência de intimidade, a necessidade urgente em tornar tudo visível, a sensação de sufoco e indiferença, o cansaço generalizado e, sobretudo, tentam evitar o fim anunciado do mistério e da ilusão nas suas vidas.

Autoria e Encenação: Elmano Sancho / Apoio à dramaturgia: Rui Catalão / Interpretação: Cheila Lima e Elmano Sancho

Classificação: 18 anos

Onde: Auditório

Quando: 6 e 7/6, às 21h30

Quanto: R$ 30,00, R$ 15,00 e R$ 9,00

“As três irmãs (Making Of)”, do Grupo Teatrão (Portugal) – Divulgação

“As três irmãs (Making Of)”, do Grupo Teatrão (Portugal)

Irina, Macha, Olga, André e Verchinin estão na sala de estar de uma casa-fantasma. As perguntas de Anton Tchekhov (1860-1904) nesse texto, são feitas por todos nós: O que se pode construir depois da destruição? O que se pode querer? O que se pode sonhar? Vivemos e revivemos a história desta família, porque afinal tudo lá nos é familiar. O texto é construído a partir da obra “Três Irmãs”, do escritor russo.

Encenação: Marco Antonio Rodrigues / Elenco: Inês Mourão, Isabel Craveiro, João Santos, Margarida Sousa, Rui Raposo / Elenco de apoio: Miguel Rocha e João Amorim.

Classificação: 12 anos

Onde: Teatro

Quando: 10/6, às 21h, e 11/6, domingo, às 18h

Quanto: R$ 30,00, R$ 15,00 e R$ 9,00

“Qual é a sentença? A mulher que Matou a Diferença”, do Grupo Katchoro Kupalucha

“Qual é a sentença? A mulher que Matou a Diferença”, do Grupo Katchoro Kupalucha

(Moçambique)

Num tribunal, não se sabe bem onde, uma mulher é julgada por ter matado a diferença. Por ter tido a coragem de gritar um basta à sujeição e à submissão, em que durante séculos as mulheres eram sempre condenadas. Antes de se ditar a sentença, em jeito de protesto, ela faz um monólogo da sua dor. Conta as peripécias da sua vida. Com ela, o público revive o drama da mulher num mundo governado pela cegueira do machismo.

Texto e direção: Guilherme Roda / Elenco: Assucena Daniel e Castigo dos Santos

Classificação: 14 anos

Onde: Auditório

Quando: 3/6, às 19h30, e 4/6, às 18h30

Quanto: R$ 30,00, R$ 15,00 e R$ 9,00

“Rostos de Loanda, Luanda”, do Grupo Colectivo Miragens (Angola)

“Rostos de Loanda, Luanda”, do Grupo Colectivo Miragens (Angola)

A peça narra a história de rostos que marcaram a cidade de Loanda, hoje conhecida como Luanda. Retrata a vida de João Muleta, um deficiente que, após se embriagar, vê figuras importantes que marcaram a história da cidade. Em suas alucinações, aparecem Salvador Correia de Sá e Benevides, Dom Miguel de Melo, o fundador da cidade, Paulo Dias de Novais, o Grupo Ngola Ritmos, os músicos Urbano de Castro, Minguito, Luís Visconde, entre outros. Um misto de história e realidade que marcaram a sociedade angolana e que são retratadas por estas figuras.

Texto e encenação: Walter Cristóvão /Interpretação: Wime Braúlio, Luís da Costa, Elizabeth Rodrigues, Rodrigo Fernandes, Eliseu Diogo, José Teixeira, Serafina Muhongo, Rosa Sousa, Mariana António, Sizainga Francisco e Sidónio Domingos

Classificação: 14 anos

Onde: Teatro

Quando: dias 7 e 8/6, às 21h

Quanto: R$ 30,00, R$ 15,00 e R$ 9,00

“Teorema do Silêncio”, do Grupo de Teatro do Centro Cultural Português do Mindelo

“Teorema do Silêncio”, do Grupo de Teatro do Centro Cultural Português do Mindelo

(Cabo Verde)

O espetáculo trata do abuso sexual de menores. Em sua dramaturgia, não permite que o público fique neutro a esta temática. Abordando objetivamente o silêncio sobre a violência, fala de abuso e de morte – da alma e do corpo – como coisas reais e comuns. A partir deste assunto, o espetáculo promove o direito à recusa de toda espécie de manipulações corporais e espirituais invasivas.

Texto: Caplan Neves / Encenação, Cenografia e Direção Artística: João Branco / Interpretação: João Branco e Janaina Alves

Classificação: 12 anos

Onde: Auditório

Quando: 9/6 – sexta, às 21h30 / 10/6 – sábado às 19h30

Quanto: R$ 30,00, R$ 15,00 e R$ 9,00

Atividades de formação

As inscrições serão feitas na Central de Atendimento do Sesc Ipiranga a partir do dia 2/6. Para maiores de 16 anos.

YESU LUSO – TEATRO EM LÍNGUA PORTUGUESA

De 2/06 a 11/06. Teatro (200 lugares)

Ingressos: R$ 9,00 a R$30,00

Sesc Ipiranga: Rua Bom Pastor, 822 – Ipiranga

Telefone – (11) 3340-2000 –

Saiba mais aqui