São Paulo: Atividades abordam a experiência da mulher negra no Samba de Bumbo

0
64

“Faz a roda grande mulher” - Divulgação
“Faz a roda grande mulher” – Divulgação

Com informações da Sem Paredes Cultural

Nos dias 7 e 14 de abril, o Centro de Cidadania da Mulher de Parelheiros receberá o “Faz a roda grande mulher”, projeto com o objetivo de compartilhar a história de empoderamento da mulher negra no samba de bumbo. Tradicionalmente, na manifestação popular, os homens tocam e as mulheres dançam. Nas apresentações do grupo Dandara, os papeis são invertidos e as mulheres tocam, questionando assim a divisão de gênero no samba rural paulista.

No dia 7 (sábado), a atividade será apenas para mulheres, de todas as faixas etárias. Haverá exibição do curta-documentário “Esse Bumbo é Meu”, seguida de bate-papo sobre o papel da mulher na manifestação cultural e a apropriação dos instrumentos, tradicionalmente de posse masculina, como relevou Mário de Andrade em ensaio escrito em 1933: “as mulheres nunca tocam. Os homens, pelo contrário, todos tocam”. Na sequência, o grupo Samba de Bumbo de Dandara realizará uma oficina de quadrinhas, a partir da reflexão sobre a mulher e técnicas do teatro do oprimido. O resultado final serão quadrinhas produzidas pelas participantes.

No segundo dia de atividade, 14 (sábado), o evento será aberto ao público, repetindo a projeção do filme, roda de conversa e encerramento com a apresentação do grupo Samba de Bumbo de Dandara, cantando músicas tradicionais da manifestação popular e as quadrinhas produzidas na oficina.

Serviço – Gratuito

Data: 7 e 14 de abril (sábado)

Local: Rua Terezinha Prado Oliveira, 119 – Parelheiros

Contato: (11) 5921-3935 / 5921-3665

Público: Mulheres de todas as idades

Saiba mais sobre o projeto aqui

“Faz a roda grande mulher” - Divulgação
“Faz a roda grande mulher” – Divulgação