Mestrado em Estudos Africanos: Saiba mais sobre o curso em Lisboa

0
70

mEstudosAfricanos-1O Mestrado em Estudos Africanos (MEA25) do ISCTE-IUL começa, no próximo ano letivo, a sua 25ª edição. Este mestrado tem formado, desde a sua fundação nos anos 90, um grande número de mestres de vários países africanos, de Portugal, do Brasil e de muitas outras nacionalidades. A inscrição para a primeira fase pode ser feita até hoje.

Saiba mais sobre o mestrado aqui!

Um dos principais motivos pelos quais os alunos escolhem o MEA é a abordagem pluri e interdisciplinar, que mantem desde a sua fundação nos anos 90: O MEA está organizado de forma a dar uma visão abrangente das principais problemáticas sociais e socioculturais, políticas e econômicas africanas com enfoque também nas relações internacionais africanas.

Leia alguns depoimentos:

“Escolhi o ISCTE-IUL para fazer meu mestrado porque não encontrava nenhum curso que tivesse uma abordagem tão multidisciplinar sobre África: economia, políticas do desenvolvimento, antropologia, sociologia. Ao longo do primeiro ano, pudemos ter acesso aos principais pontos de todas essas temáticas que, quando interligados, nos deram uma visão muito mais ampla da realidade vivida atualmente no continente e dos seus principais desafios”

O MEA proporciona também aos estudantes espaços de debate onde se adota uma perspetiva crítica em relação às questões africanas contemporâneas e que permitem a aprendizagem num espaço livre e internacional. Os alunos consideram espaço de debate de ideias um dos pontos fortes do MEA:

“Poder discutir as várias Áfricas, as complexidades e desafios comuns, tem servido para mim como bússola para a busca de possíveis respostas para os dilemas pelos quais passamos em Moçambique”.

“A constante dinâmica de discussão de ideias permitiu-me desenvolver um olhar crítico sobre os modelos teóricos que teimam em fracassar perante a realidade social africana, cada vez mais complexa e fragmentada. A reflexão crítica e a perspectiva multidisciplinar que é trabalhada durante o curso são portanto essenciais para aqueles que, como eu, estudam as sociedades africanas”

Outros dos pontos fortes do MEA são as relações que se estabelecem entre estudantes e professores, e que permitem a partilha de experiencias e conhecimentos.

“Encontrei um grupo de trabalho fantástico: professores excelentes e generosos companheiros (…) que me deram a possibilidade de aprender e debater temas de enorme importância e interesse num contexto descontraído mas não por isso menos rigoroso.”

“Por outro lado, para mim, como europeu, a percentagem alta de estudantes de países africanos, mas também do Brasil, enriqueceu enormemente as conversas nas diferentes Unidades Curriculares”

Outro aspecto importante é o de o mestrado se inserir no quadro mais amplo dos Estudos Africanos no ISCTE-IUL. Os estudantes têm acesso a um leque variado de atividades de investigação, conferências e pequenos cursos relacionados com temáticas africanas. Têm ainda a possibilidade de vir a integrar o único Doutoramento em Estudos Africanos em Portugal.

“Foi sempre com enorme prazer que frequentei as aulas e que participei em workshops, seminários, conferências e outros eventos que o ISCTE e o CEI promovem no âmbito dos Estudos Africanos e das Ciências Sociais”

“Não só tive a oportunidade de fazer a minha pesquisa e participar em conferências científicas, mas adquiri ainda conhecimentos sobre a organização de projetos em geral”

Para mais informações sobre o MEA, clique aqui

Captura de tela 2015-09-07 às 12.31.37Candidaturas

1.ª Fase: de 15 de fevereiro de 2016 a 02 de maio de 2016

A abertura das fases seguintes de candidatura está condicionada à existência de vagas.

Critérios de seleção e seriação

As candidaturas aos Cursos de Mestrado, de Pós-graduação e de Doutoramento da Escola de Sociologia e Políticas Públicas (ESPP) são selecionadas e seriadas conforme as orientações legais vigentes (Artigo 17.º do D.L. n.º 115/2013) e concretizam-se nos termos definidos Critérios de seleção e seriação das candidaturas aos cursos da ESPP.

Existem prémios de ingresso para os alunos com as melhores notas de candidatura de acordo com os regulamentos em vigor.