Coluna África em Verso: “Êxodos”, por Ed Mulato

0
63

Foto: ACNUR/B. Bannon
Foto: ACNUR/B. Bannon

Êxodos

Por Ed Mulato

 

Um tiro, frio e cru, da mente retirado

pela lente, nua e crua, de um tal Salgado.

Um só segundo, sobre tudo registrado,

fere fundo e vara tudo, lado a lado.

Degredos,

desencantos;

espinhos, medos,

sofrimentos…

Cores fortes de momentos desbotados.

Curtos cortes deste mundo, desmontados…

Intenso brilho cobre olhos descorados,

e puro espanto conta contos desvairados.

A dor do mundo em cada canto

toda junta num momento.

Glórias tortas surgem todas retratadas.

Em curto instante, tudo, tudo, desfibrado!

Infâncias soltas, todas mal articuladas

à lente nua – e crua – de um tal Salgado.

Um mundo escuro, frio e fundo:

e o inferno monta

e encontra

o fim do mundo.

Mudos gritam, mudos, do papel manchado.

Cegos olham, cegos, tudo, lado a lado.

Num segundo, tão desesperado:

“Êxodos”.

Sebastião Salgado.