Brasília: acervo sobre cultura e história afro-brasileira ganha novo espaço

2
295

Foto: Seppir

Com informações da Fundação Palmares

Rio – A história e cultura afro-brasileira contada em mais de 16 mil documentos, entre livros, periódicos e obras de arte. Essa é a principal característica da biblioteca Oliveira Silveira. Inaugurada em novembro de 1998, o acervo que a compõe é parte importante da Fundação Cultural Palmares (FCP – MinC) e voltará a poder ser consultado por servidores, estudantes e público em geral.

De acordo com a responsável pela biblioteca, Elen Rocha, a preservação da memória documental e promover o acesso a esse material é de extrema importância. “Hoje, a Biblioteca Oliveira Silveira conta com um rico acervo especializado em cultura e história afro-brasileira. Temos uma grande diversidade de material no que diz respeito a expressões culturais, religiosas e artísticas negra”, disse.

Sala Multimídia Virgínia Bicudo – O acervo da biblioteca surgiu por meio de doações e aquisição de materiais pelos próprios servidores da Palmares e outros órgãos. Entre o material que o compõe, Elen destaca a área de multimídia que também poderá ser apreciada pelos visitantes e servidores. “Os visitantes poderão ter acesso aos conteúdo dos inúmeros títulos que temos em cd, fita cassete, vhs e dvd”, explica.

A nova sala de multimídia recebeu o nome de Virgínia Bicudo. A homenageada foi uma importante psicanalista e socióloga e por isso se tornou referência em estudos raciais. A coordenadora-geral do CNIRC (Centro Nacional de Informação e Referência da Cultura Negra) da FCP, Joselina Silva, lembrou a importância da homenagem. “Virgínia foi a primeira pesquisadora e professora negra a ocupar um lugar de destaque na divulgação e construção da psicanálise no Brasil. Essa homenagem a ela, aqui nesse espaço, é apenas o reconhecimento de uma trabalho brilhante,” disse.

Apoio para a 10639/03 – Sobre os visitantes, Elen Rocha incentiva os servidores da Palmares a frequentar o espaço e falou sobre a expectativa da visita de estudantes. “Desde a implementação da lei 10.639, que inclui no currículo educacional o ensino sobre história da cultura afro-brasileira, observamos a crescente procura por material específico sobre esse assunto. Por esse motivo, acreditamos que nosso acervo ganhará um valor ainda maior no que se refere a nível de pesquisa”, afirma.

Dentro da programação da cerimônia de reinauguração da biblioteca Oliveira Silveira, está prevista o lançamento das publicações premiadas no Concurso Nacional de Pesquisa sobre Cultura Afro-brasileira, lançado em 2012, e da Coletânea Poética Oguns Toques Negros. Os livros serão distribuídos gratuitamente.

Serviço

Reinauguração da Biblioteca Oliveira Silveira

Data: 03 de junho de 2014

Local: Fundação Cultural Palmares

Endereço: SGAN – Quadra 601 – Conjunto L – Ed. ATP – Brasília/DF

Horário: 15h30

Com informações da Fundação Palmares


2 COMMENTS