África em Verso: “Rio Kwanza”, por Alberto Secama

0
672
Foto: Portalangop

Por dentro da África

No planalto central
vemos-te nascer em Mumbué
960 quilômetros d´indúbita majestade.
Para norte e para oeste,
desde o município do Chitembo, no Bié,
estendes no desenho da curva grande.
Antes do abraço, tão doce, tão forte
Que dás ao sal do Atlântico

Maior e exclusivamente angolano
És tu, ó majestoso kwanza!

Com uma bacia invejável
Por duas centenas e meia
de quilômetros, és navegável
Desde a Foz até ao Dondo,
onde as barragens de Cambambe e Capanda
rendem-te a patriótica vênia
pelos megawatts de energia.

Maior e exclusivamente angolano
És tu, ó majestoso Kwanza!

Assim como à unidade monetária nacional,
às duas províncias, teu nome deste também:
na sua margem norte, o Kwanza Norte
e Kwanza Sul, na margem oposta, de forma igual,
te prestam mais do que merecida homenagem.

por Alberto Secama, de Angola