África em Verso: “Carta da Escravatura”, por Celina Sheila

1
121

lupila

Por Celina Sheila

Recebi uma carta na noite passada

Acredite, recebi cartas da escravatura!

Emocionei-me com a leitura

O sentimento do africano à procura da liberdade

Numa das cartas se revelava um segredo

A verdade de uma mulher negra guerreira

Ela foi uma das únicas que aprendeu a escrever nas matas

Carta de uma escrava que falava do seu sonho

Acorrentada pelas verdades de um povo

O amor elevava-se nela

Revelou na carta que amava muito um homem

Era de cor branca, mais ambos escondiam a paixão

Tiveram um filho, que nasceu no mato

Mulher que lutou contra a discriminação

Mulher que venceu a escravatura

Queria continuar a ler a carta, mas o sono se foi

Acordei dum sonho, tentando me encontrar

Procurei pela verdade da significação daquele sonho

Senti a luta de uma mulher escrava

Revelações de uma carta do passado

celina