Coluna África em Verso: “África”, por Morgado Mbalate

1
107

Foto: Billal Sulay em Moçambique

África

Morgado Mbalate

Por dentro da África

Minha Terra é pássaro vestido de amor

que adeja no pátio do céu desejoso em regressar ao ninho.

Meu Chão é borboleta furtiva

fonte inesgotável de afecto e carinho.

Ó África! Tu és meu sonho suspenso ao redor do olho do sol.

Minha Terra é gaivota fragmentada em fatias no leito do tempo.

Meu Chão é centopeia dourada de ternura

com à alma infinita de sonhos.

Ó África! Tu és a quimera de alegria

semeada no chão da poesia da minha alma.

Minha Terra é garça esbelta e esguia

perfumada de rio que plagia o azul do céu.

Meu Chão é andorinha nascendo e crescendo no coração do vento.

Eu sou um verso sonhador.

Morgado Mbalate, de Moçambique

Este conteúdo pertence ao Por dentro da África.

Para reprodução, entre em contato com a redação


1 COMMENT