Professores africanos concluem curso de formação na Bahia

0
169

brasil_e_africaCom informações do Portal Brasil

Rio – Professores e gestores de Angola, Cabo Verde, Moçambique e São Tomé e Príncipe participaram nesta terça-feira (3), em Salvador (Bahia), da cerimônia de encerramento da primeira turma dos cursos de formação continuada de gestores e professores em educação profissional, científica e tecnológica do Centro de Cooperação Brasil-África em Educação Profissional e Tecnológica.

Elaborar uma forma inovadora de cooperação, com foco no desenvolvimento e na diversidade, é a proposta da formação, desenvolvida por meio do programa Educação como Ponte Estratégica Brasil-África. O programa foi criado pelo Ministério da Educação (MEC) na reunião ministerial Brasil–Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa, em maio de 2013, na Costa do Sauipe, município de Mata de São João, Bahia.

Nesta perspectiva, o MEC propôs a construção de um programa de cooperação educacional, entre o Brasil e a África, capaz de lançar bases sólidas para uma parceria estável no eixo Atlântico do Sul, visando, a partir de processos dialogados, construir uma forma inovadora de cooperar, onde o desenvolvimento e a diversidade caminhem juntos.

A educação técnica e profissional foi a área destacada pelos ministros dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (Palop) para uma ação conjunta com o Brasil. Os africanos ressaltaram a importância do ensino técnico-profissional e seu papel na inclusão social e na estratégia de desenvolvimento.

Como resultado da reunião, foi criado o Centro de Cooperação Brasil–África em Educação Profissional e Tecnológica, com sede no IFBA. Em parceria com a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do MEC, o instituto viabilizou a oferta dos cursos. A aula inaugural, em 10 de março último, contou com a participação de professores e gestores dos quatro países representados.

Com informações do Portal Brasil