Países do BRICS se comprometem com o combate à epidemia de HIV

0
66

Foto HIV - ONU Com informações da ONU

Na primeira reunião do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) desde a adoção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, os ministros da saúde do bloco adotaram a Declaração de Moscou, que define novos compromissos ousados na cooperação para a saúde global. As autoridades também reforçaram seu compromisso de alcançar a meta 90-90-90 de tratamento do UNAIDS e de alinhar seus esforços nacionais com a meta de Aceleração da Resposta para alcançar o fim da epidemia de AIDS até 2030.

Os compromissos do encontro incluem o fortalecimento dos vínculos entre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e a saúde pública, a colaboração na meta para a eliminação da tuberculose e a garantia do acesso a medicamentos de qualidade, eficazes, seguros e a preços acessíveis.

Presidido pela ministra de saúde russa, Veronika Skvortsova, o encontro contou com delegações de todos os cinco países do BRICS. Skvortsova confirmou que o Ministério da Saúde da Rússia duplicará o financiamento do governo para a sua resposta nacional ao HIV em 2016, a fim de prestar um apoio urgente para aumentar o acesso ao aconselhamento voluntário e à testagem para o HIV.

Esta iniciativa também aumentará o acesso à terapia antirretroviral para que o acesso seja garantido a, pelo menos, 60% das pessoas que precisam do tratamento. “A Federação Russa está empenhada em aumentar ainda mais a colaboração dentro do BRICS em áreas-chave, como o HIV, a tuberculose e as doenças não transmissíveis”, afirmou a ministra.