Médicos Sem Fronteiras: Tratamento na Suazilândia previne transmissão de HIV entre mãe e filho

0
45

CRIANÇA - MAMAYEMbabane – Desde fevereiro de 2013, uma abordagem inovadora chamada PTMF B+ prevenção da transmissão de mãe para filho opção B+ ou PMTCT B+, está sendo implementada pela organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) e pelo Ministério da Saúde na região de Nhlangano, na Suazilândia.

O objetivo do programa é iniciar o tratamento de cerca de 2 mil gestantes soropositivas nos próximos quatro anos. Até o momento, mais de 200 mulheres entraram no programa.

– Na Suazilândia, a prevalência de HIV/Aids entre gestantes é próximo de 40%. Sem tratamento, de 25 a 40% dos filhos de mães soropositivas também estarão infectados – explica o Dr. Serge Kabore, coordenador médico de MSF na Suazilândia

Segundo o médico, o objetivo dessa nova abordagem é iniciar todas as gestantes e lactantes infectadas com o vírus em tratamento antirretroviral por toda a vida. Assim, a transmissão do vírus de mãe para filho será prevenida e a saúde das mães, de seus parceiros e futuros bebês, será preservada.

Essa importante medida significa que mais pessoas poderão receber o tratamento mais rapidamente. A longo prazo, a intenção é reverter a curva epidêmica, transformando o novo método em norma para benefício da população em geral.

– Com a implementação da abordagem PTMF B+, queremos mostrar que é totalmente possível evitar a transmissão do vírus de mãe para filho no país, além de mantermos as mães saudáveis também – diz Elias Pavlopoulos, coordenador geral de MSF na Suazilândia.

Com informações da MSF