Cooperação Sul-Sul: Intercâmbio para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

0
53

Merendeiras brasileiras visitam escola no Senegal em uma iniciativa do Centro de Excelência da ONU contra a Fome, que impulsiona a cooperação sul-sul. Foto: PMA/Mariana Rocha

Com informações da ONU

No Dia das Nações Unidas para a Cooperação Sul-Sul, comemorado cada 12 de setembro, o diretor-geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Guy Ryder, convocou os países da parte meridional do globo a se unirem para promover o desenvolvimento socioeconômico e alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

“A Agenda de Desenvolvimento de 2030 é uma oportunidade única nesta geração para melhorar a vida de bilhões e para responder à demanda universal por empregos decentes”, afirmou o dirigente.

Ryder aposta nas interações entre os países do Sul como caminho para conquistar avanços globais nas áreas de emprego, proteção social e direitos fundamentais do trabalho. O diretor vê com otimismo o surgimento e a consolidação de organismos multilaterais de financiamento, como o Banco Asiático de Investimento em Infraestrutura (AIIB), o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) e o novo banco de desenvolvimento acordado pelos países BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). A intensificação das relações poderia ainda estimular intercâmbios de conhecimento, recursos e técnicas de produção entre os países.

”Ela (a cooperação Sul-Sul) promove a solidariedade e a igualdade entre países e pessoas, tanto na dimensão norte-sul quanto na sul-sul, e democratiza as relações internacionais”, destacou Ryder. A OIT tem procurado engajar e reunir governos, organizações de empregadores e trabalhadores, agências da ONU e atores não estatais para garantir condições de trabalho decentes pelo mundo.