Agência da ONU pede apoio para agricultores no nordeste da Nigéria

0
78
Foto – Agricultura na Nigéria – FAO

Com informações da ONU

À medida que a assistência humanitária consegue alcançar cada vez mais áreas anteriormente controladas pelo grupo armado Boko Haram na Nigéria, uma oportunidade fundamental surge para combater os níveis alarmantes de insegurança alimentar no nordeste do país, advertiu a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) no início de agosto (8).

De acordo com a FAO, em algumas áreas do nordeste da Nigéria 385 mil pessoas estão em necessidade urgente de plantio e apoio à subsistência. A agência da ONU estima ainda que mais de 3 milhões de pessoas sejam afetadas pela insegurança alimentar aguda nos estados de Borno, Yobe e Adamawa.

Em resposta à crise em curso na região, a FAO iniciou uma intervenção e pede urgentemente 10 milhões de dólares para fornecer sementes, fertilizantes e equipamentos de irrigação para a próxima estação de seca.

“Até o momento, a FAO atingiu mais de 123 mil pessoas, diminuiu a insegurança alimentar ao permitir que elas cultivassem seu próprio alimento durante a estação de seca em curso”, disse o gerente de resposta emergencial da FAO na Nigéria, Tim Vaessen.

No entanto, as atividades da agência no país continuam limitadas. Até o momento, a FAO recebeu apenas 4,9 milhões de dólares, sendo que 20% são originários do seu próprio Fundo Especial de Atividades de Emergência e Reabilitação.