Alberto da Costa e Silva participará de conferência “Imagens do Brasil”

0
80

Foto: Natalia da Luz, Por dentro da África

Nesta quinta-feira, dia 22, a Academia Brasileira de Letras dará continuidade aos Seminários “Brasil, brasis” com o tema Imagens do Brasil. Ao lado do acadêmico Evaldo Cabral de Mello e da historiadora Lilia Moritz Schwarcz, estará o africanólogo Alberto da Costa e Silva.

Alberto da Costa e Silva já andou por toda a África, é autor de dezenas de obras sobre a história e cultura africana. O Por dentro da África se encontrou com o acadêmico que foi embaixador do Brasil na Nigéria e no Benin. Leia a nossa reportagem exclusiva aqui

Saiba mais sobre os palestrantes:

Com informações da Academia Brasileira de Letras

Alberto da Costa e Silva é o quarto ocupante da Cadeira 9 (cujo fundador foi Carlos Magalhães de Azeredo e que tem como patrono Gonçalves de Magalhães) da Academia Brasileira de Letras, eleito em 27 de julho de 2000, e recebido pelo Acadêmico Marcos Vinicios Vilaça em 17 de novembro de 2000. Nasceu em São Paulo em 12 de maio de 1931. Diplomou-se pelo Instituto Rio Branco em 1957. Recebeu o título de Doutor Honoris Causa em Letras pela Universidade Obafemi Awolowo (ex-Universidade de Ifé), da Nigéria, em 1986. Foi Professor nos anos de 1971 e 1972 do Curso de Aperfeiçoamento de Diplomatas do Instituto Rio Branco, Presidente da Banca Examinadora do Curso de Altos Estudos do Instituto Rio Branco, de 1983 a 1985, e Vice-Presidente de 1995 a 2000. É Sócio Correspondente da Academia das Ciências de Lisboa e Sócio Correspondente da Academia Portuguesa da História.

Oitavo ocupante da Cadeira 34 (fundada por J. M. Pereira da Silve e que tem como patrono Sousa Caldas) da ABL, Evaldo Cabral de Mello foi eleito no dia 23 de outubro de 2014, na sucessão do Acadêmico João Ubaldo Ribeiro, e recebido no dia 27 de março de 2015, pelo Acadêmico Eduardo Portella. Estudou Filosofia da História em Madri e Londres. Em 1960, ingressou no Instituto Rio Branco e, dois anos depois, iniciou a carreira diplomática. Serviu nas embaixadas do Brasil em Washington, Madri, Paris, Lima e Barbados, e também nas missões do Brasil em Nova York e Genebra, e nos consulados gerais do Brasil em Lisboa e Marselha.

Lilia Moritz Schwarcz nasceu em 1957, em São Paulo. É professora titular no Departamento de Antropologia da USP e Global Scholar na Universidade de Princeton (EUA). Seu livro As barbas do imperador – D. Pedro II, um monarca nos trópicos ganhou o prêmio Jabuti de Livro do Ano, em 1999. Além deste, publicou também: O espetáculo das raças, O sol do Brasil (prêmio Jabuti de melhor biografia, 2009), D. João carioca – história em quadrinhos sobre a chegada da Corte portuguesa ao Brasil, em coautoria com Spacca, entre outros e Um enigma chamado Brasil, com André Botelho (prêmio Jabuti ciências sociais, 2010). Dirigiu a coleção História do Brasil Nação em seis volumes, (Objetiva/ Fundação Mapfre), sendo três volumes indicados para o Jabuti.

Serviço:

Dia 22 de setembro, 17h30

Endereço: Teatro R. Magalhães Jr., Avenida Presidente Wilson 203, Rio de Janeiro

A coordenação é do Acadêmico Domício Proença Filho, Presidente da ABL.