‘Jovens e mulheres no governo são janela de oportunidade na Guiné-Bissau’, diz ONU

0
  •  
  •  

Casa dos Direitos, em Bissau Velha, que acolhe a Liga Guineense dos Direitos Humanos, by ONU News/Alexandre Soares

Com informações da ONU News

A secretária-geral assistente das Nações Unidas para África felicitou o novo governo da Guiné-Bissau “pela conquista sem precedentes da paridade de gênero e pela nomeação de jovens altamente qualificados.” Em encontro do Conselho de Segurança, realizado esta terça-feira (10), Bintou Keita disse que esse cenário ‘abre uma nova janela de oportunidade para a governação inclusiva do país’.

O novo governo foi formado em julho, depois das eleições legislativas realizadas em março. Dos 16 ministros, oito são mulheres. A representante afirmou que, desde a tomada de posse do novo governo, o debate político tem sido dominado pelos preparativos para as eleições presidenciais, marcadas para 24 de novembro. Vários partidos políticos organizaram primárias para selecionar candidatos e alguns candidatos independentes também surgiram. O prazo para apresentação de candidaturas ao Tribunal Supremo termina a 25 de setembro.

A secretária-geral assistente disse que ‘o processo eleitoral continua cheio de desafios’. Segundo ela, alguns representantes estão preocupados com a correção da lista de eleitores para regularizar cerca de 25 mil pessoas que foram impedidas de votar nas eleições legislativas, devido ao medo de fraude.

Com 75 dias até à eleição, a representante disse que é importante que o financiamento seja disponibilizado rapidamente para que todas as atividades estejam concluídas em tempo útil. Keita usou a presença no Conselho de Segurança ‘para incentivar os parceiros internacionais a estender sua generosidade à Guiné-Bissau e fornecer com urgência o apoio financeiro necessário para a eleição’.

  •  
  •