Mais de 400 mil estão deslocados após erupção de vulcão na República Democrática do Congo

0
  •  
  •  

 

UNICEF/Olivia Acland – – Children are at risk following the volcanic eruption in Goma, Democratic Republic of the Congo.

Com informações da ONU

A lava da enorme cratera do Monte Nyiragongo vem causando a fuga de milhares de pessoas de Goma, uma cidade de cerca de dois milhões de habitantes na República Democrática do Congo. Pelo menos 32 pessoas morreram como resultado direto da erupção, enquanto 40 pessoas foram dadas como desaparecidas, disse o UNICEF.

“Sempre que grandes grupos de pessoas são deslocadas num curto período de tempo, os perigos para as crianças aumentam. Devemos estar atentos aos riscos imediatos para as crianças em movimento, incluindo questões de protecção, nutrição e riscos para a saúde, incluindo doenças transmitidas pela água e especialmente a propagação da cólera”, alertou o Representante do UNICEF na RDC Edouard Beigbeder.

Milhares de pessoas fugiram de Goma após a primeira erupção de 22 de maio. Na ocasião, fortes tremores atingiram uma magnitude até 4,9 na escala de Richter. Após a última erupção, no dia 30 de maio, um grupo ainda maior de pessoas passou a se dirigir para Sake – uma área propensa a surtos de cólera onde foram registados pelo menos 19 casos suspeitos nas últimas duas semanas.

“Com o aumento do perigo de uma epidemia de cólera, apelamos à ajuda internacional urgente para evitar o que ameaça ser uma catástrofe para as crianças”, acrescentou Beigbeder.

Quase 1.000 crianças que foram separadas dos seus pais no meio do caos que se seguiu à erupção de sábado, foram agora identificadas, tendo o UNICEF ajudado a reunir cerca de 700 crianças com as suas famílias. Em resposta à crise, o UNICEF está a organizar a entrega de artigos não alimentares essenciais – tais como bidões e lonas, além de fornecer equipamento de água e saneamento (WASH) de importância vital.

Foram também tomadas medidas para estabelecer um Centro de Informação sobre Vulcões (VIC), acessível através de um sistema de SMS gratuito, que tem desempenhado um papel crucial na abordagem da desinformação em torno da erupção e tem sido utilizado até agora por mais de 5.200 pessoas.


  •  
  •