Relatório da ONU diz que pobreza aumentou significativamente no Egito

0
  •  
  •  

Mais de 40% da renda média familiar no Egito vai para a comida - Foto: PMA/Marco FrattiniRio – De acordo com um relatório conjunto divulgado pela agência de alimentos das Nações Unidas e parceiros, a pobreza e a insegurança alimentar no Egito têm aumentado significativamente nos últimos três anos.

De acordo com o relatório do Programa Mundial de Alimentos (PMA) e da Agência Central de Mobilização Pública e das Estatísticas no Egito (CAPMAS), estima-se que 13,7 milhões de egípcios — ou 17% da população — sofreram de insegurança alimentar em 2011, um aumento de 3% desde 2009.

Os resultados mostram que famílias mais pobres gastam mais da metade de sua renda média em comida, e muitas vezes compram os alimentos mais baratos e menos nutritivos. A desnutrição está em alta, com 31% das crianças com menos de cinco anos de idade raquíticas, em comparação aos 23% em 2005. A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera a taxa alta a partir dos 30%.

Com informações da ONU 


  •  
  •