Brasil doa 1,5 mil toneladas de arroz para operação com refugiados na Etiópia

0
  •  
  •  

Arroz brasileiro sendo distribuído a refugiados somalis no campo de Buramino, na região de Dollo Ado, na Etiópia. Foto: PMA/Melese AwokeRio – O Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas (PMA) recebeu do Brasil esta semana 1.513 toneladas de arroz, no valor de 718 mil dólares. A doação foi feita na última terça-feira pelo governo brasileiro para ajudar os refugiados que vivem em vários campos administrados pela ONU na Etiópia.

A cerimônia de entrega, ocorrida no armazém do PMA em Nazaré, contou com a presença de representantes das embaixadas do Brasil e da Noruega, da Administração para os Assuntos dos Refugiados e Retornados (ARRA) e da agência da ONU para refugiados (ACNUR).

– O PMA é grato pela contribuição notável do Brasil e pelo grande interesse em ajudar os refugiados que não podem se sustentar – disse Abdou Dieng, representante do PMA e diretor nacional da agência na Etiópia.

O Brasil tem aumentado significativamente suas contribuições para a agência alimentar da ONU nos últimos anos, saindo de 1 milhão de dólares em 2007 para cerca de 83 milhões de dólares em 2012.

O governo brasileiro forneceu, até agora, mais de 23 mil toneladas métricas de alimentos para as operações da agência da ONU na Etiópia, no valor de 11,4 milhões de dólares – pouco mais de 214 milhões de Birr etíopes.

O PMA Etiópia está auxiliando 370 mil refugiados que fugiram da Somália, do Sudão do Sul e da Eritreia. A organização visa a atender as necessidades nutricionais básicas dessas famílias até que haja condições para que elas voltem aos seus países de origem.

Os beneficiários recebem uma contribuição mensal de alimentos, contendo em geral cereais, arroz, alimento fortificado, leguminosas, óleo vegetal, açúcar e sal iodado.

Com informações da ONU 


  •  
  •