Benim: Alimentação escolar combate casamento precoce e trabalho infantil

0
  •  
  •  

Rita Djoussou (no centro), diretora da escola primária pública Ouenra Peulh, e seus alunos. Foto: WFP/Erika Oliveira

Com informacões do Centro de Excelência contra a Fome

No Benim, a alimentação escolar está ajudando a promover os direitos das crianças. Além de atrair mais crianças para as escolas, as refeições também contribuem para reduzir os casos de casamento precoce entre as meninas e o trabalho infantil entre os meninos.

Esses relatos foram feitos por pais em comunidades rurais do Benim e ouvidos pela consultora do Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos, Erika Oliveira, que está em missão técnica ao país.

“De acordo com os pais, a cantina vem contribuindo não só para a educação das crianças mas também para a diminuição do casamento precoce das meninas. Vários pais que enviavam seus filhos para trabalhar na Nigéria agora enviam as crianças à escola, pois sabem que lá elas podem comer”, conta a consultora Erika.

Além da melhoria educacional e nutricional, a alimentação escolar contribuiu para a diminuição do trabalho infantil e promoveu a igualdade de gênero.

Divisão de tarefas

Na maioria das escolas do Benim, as crianças estudam das 8h às 17h e há apenas uma refeição ao meio dia. Geralmente, elas são à base de milho, arroz, niébé (feijão fradinho) e mandioca.

Na escola primária pública Ouenra Peulh, na vila de Nikki, a alimentação escolar é fornecida pelo PMA e a comunidade participa na gestão e implementação da cantina. A comunidade é responsável pela água, lenha, temperos e pela preparação dos pratos e gestão dos alimentos.

Segundo Erika, a diretora da escola, Rita Djossou (na foto), por exemplo, tem participação ativa na merenda. Ela sabe que interrupções na oferta de alimentos pode afetar a assiduidade dos alunos. Para garantir que seus alunos continuem na escola, quando a comunidade não consegue juntar sua contribuição a tempo de preparar as refeições, ela mesma compra, com seu dinheiro, os temperos em outra cidade a 25km da escola.

 


  •  
  •