África em pesquisa: Educação financeira em línguas nacionais de Angola

0
  •  
  •  

Foto – Avenida_Amilcar_Cabral_Luanda

Por João N’gola Trindade, Por dentro da África

Luanda – Pretende-se com este trabalho refletir sobre a utilidade das línguas nacionais na Educação Financeira dos angolanos; analisar alguns aspectos que se poderão concorrer para o alcance das metas preconizadas pela coordenação do referido programa nas zonas rurais.

Felizmente as línguas angolanas de origem africana têm sido objeto de estudo desde os primeiros contatos com os portugueses, embora estes, como veremos, tivessem com o decorrer do tempo imposto a língua portuguesa durante o processo de dominação econômica e cultural em Angola.

Prova disso é a gramática umbundu de autoria de Moisés Malumbu, na qual o autor aborda a linguagem financeira e as operações matemáticas (adição, subtração, divisão, multiplicação), fato que desperta atenção para quem lida com as finanças.

Porém, as obras que serviram de referência para este trabalho são da autoria de Basílio Tchikale e Óscar Ribas nas quais os autores assinalam em língua kimbundu e umbundu conceitos econômicos e, simultaneamente lições práticas, de valor pedagógico, para a Educação Financeira.

Há também a menção ao artigo de Simão Souindoula sobre a importância do espírito de poupança nas tradições bantu para o desenvolvimento sustentável de Angola, que, tal como os títulos já citados, vai de encontro com o propósito deste trabalho. A pesquisa linguística inclui o inquérito no qual os participantes responderam, em alguns casos, o questionário em língua materna. De forma resumida, fez-se uma pesquisa documental e bibliográfica com entrevistas.

O trabalho está estruturado em três capítulos:  sobre a Educação Financeira como conceito e projeto a ser implantado nas zonas rurais; o segundo apresenta uma amostra de alguns elementos linguísticos analisados que ajudam-nos a perceber o lugar das línguas nacionais na Educação Financeira e aponta algumas instituições que poderão contribuir no referido projeto; o terceiro e último apresenta os resultados do inquérito feito e alguns elementos que podem concorrer para a efetivação e o êxito do programa.

Leia a pesquisa completa aqui Educação financeira em Línguas Nacionais

 

 


  •  
  •