Brasil e Angola: acordo vai facilitar vistos e trocas comerciais entre os dois países

2
  •  
  •  

Imagem: Portal Angola

Por dentro da África 

Rio – Nesta segunda-feira, a presidente Dilma Rousseff e o presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, assinaram um acordo para facilitar os vistos de angolanos e brasileiros com a intenção de ampliar as trocas comerciais entre os dois países. A medida estenderá para 24 meses o prazo de validade de vistos de negócio.

Segundo o Itamaraty, Brasil e Angola estabeleceram uma parceria estratégica em 2010. Entre 2009 e 2013, o intercâmbio comercial brasileiro com o país cresceu 35,9%, de US$ 1,47 bilhão para US$ 1,99 bilhão. O Brasil foi, em 2013, o quarto principal abastecedor do mercado angolano. Em 2014, até o mês de abril, o intercâmbio comercial já soma US$ 404 milhões.

Entre os principais produtos exportados para Angola estão carnes, açúcar, alimentos para animais, móveis, calçados, caminhões, ônibus, tratores, máquinas e equipamentos para a agricultura e pecuária.

Durante o encontro, José Eduardo dos Santos revelou o apoio à candidatura do Brasil a membro permanente do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas(ONU). Em retribuição, Dilma Rousseff anunciou o apoio do Brasil a candidatura de Angola ao cargo de membro não permanente no mesmo Conselho. No seu discurso, Dilma Rousseff destacou a ligação entre os dois países nas áreas de cultura e economia.

– Nossas relações têm sistematicamente avançado ao longo dos tempos e agora se expande com grande densidade. Cooperamos ativamente com parcerias estratégicas e em áreas muito relevantes de grande importância seja para o desenvolvimento angolano, seja para o desenvolvimento brasileiro – disse, lembrando ainda, dos casos de parceria nas áreas educacionais, com vários angolanos formados em cursos de graduação no Brasil.

Ao tomar a palavra, José Eduardo dos Santos, ressaltou que a visita conseguiu atingir os objetivos dos dois países e destacou o crescimento da parceria.

– Foi mais um passo no sentido da consolidação da amizade entre Angola e Brasil. Angola é o principal parceiro do Brasil na África. Há empresas brasileiras no meu país que realizam grandes obras e que se associam com empresários locais – afirmou, destacando que a medida aprovada vai melhorar a relação entre os investidores brasileiros e angolanos.

Além do presidente de Angola, outras autoridades do país estiveram presentes na reunião como o ministro das Relações Exteriores, Georges Chicoti , o ministro das Finanças, Armando Manoel, o ministo-chefe da Casa Civil, Eldetrudes Costa, e o secretário para assuntos diplomáticos para o presidente angolado, Carlos Fonseca, além do embaixador de Angola no Brasil, Nelson Cosme.

Com informações do Portal Brasil 


  •  
  •  

2 COMENTÁRIOS